Maringá, 03 de dezembro de 2021

CÂMARA MUNICIPAL
DE MARINGÁ

Sala de Imprensa
Vice-presidente do Conselho da Mulher fala sobre combate à violência contra a mulher
Assessoria de Imprensa - CMM 25/11/2021

A vice-presidente do Conselho da Mulher de Maringá, doutora Crishna Correa, falou aos vereadores sobre o combate à violência contra a mulher na sessão desta quinta-feira (25), data em que se celebra o Dia Internacional da Não-Violência contra a Mulher. O convite foi da vereadora Ana Lúcia Rodrigues.

A professora explicou a iniciativa 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher. “Essa é uma mobilização mundial que ocorre em mais de 160 países e tem como objetivo discutir o assunto e buscar soluções para combater a violência contra a mulher.”

Segundo Crishna, entre 2020 e 2021, uma entre quatro mulheres sofreu algum tipo de violência física, são oito agressões físicas por minuto. “São dados alarmantes do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, órgão vinculado ao Governo Federal. Infelizmente não temos dados específicos de Maringá, não temos um órgão que faça a compilação desses dados.”

Ela explicou que houve um aumento de 49% da violência doméstica durante a pandemia e que 70% dos casos de violência são cometidos por companheiros e ex-companheiros. “Pesquisa intitulada ‘Visível e invisível: a vitimização de mulheres no Brasil’ mostra que 73% das mulheres entrevistadas afirmam ter sofrido algum tipo de violência ou assédio durante a vida. No Brasil a cada 8 minutos uma mulher é estuprada, em 53% dos casos as vítimas são menores de 13 anos, e a cada seis horas ocorre um feminicídio, 66% do total são mulheres negras. Precisamos ter políticas públicas para combater a violência contra as mulheres.”

Segundo a doutora, em apenas 7,5% dos municípios brasileiros existe estrutura governamental especializada no combate à violência doméstica. “Em Maringá temos um único espaço que oferece assistência jurídica gratuita, o Núcleo Maria da Penha da Universidade Estadual de Maringá. Não temos um diagnóstico completo da situação da violência contra as mulheres. Precisamos de um órgão municipal especializado no atendimento e orientação de mulheres vítimas de violência”, ressaltou.

A Delegacia da Mulher de Maringá registra 2,5 mil boletins de ocorrência por ano. O Núcleo Maria da Penha da UEM realiza mais de 500 atendimentos a mulheres por mês. “É urgente que Maringá faça um investimento maior nas políticas públicas para as mulheres. O orçamento da Secretaria da Mulher é insuficiente para atender as necessidades das mulheres.”

Câmara de Maringá é a mais eficiente do Sul e 5ª do Brasil no Ranking Nacional de Competitividade
Crishna Correa, vice-presidente do Conselho da Mulher, falou aos vereadores sobre o combate à violência contra a mulher
Vice-presidente do Conselho da Mulher fala sobre combate à violência contra a mulher
O convite para a participação da doutora Crishna Correa, foi da vereadora Ana Lúcia Rodrigues
Sessão Ordinária - 25/11/2021
CÂMARA MUNICIPAL DE MARINGÁ
Avenida Papa João XXIII, 239 - Maringá - Paraná
CEP 87010-260 - Fone 44 3027-4114
Desenvolvido pela Divisão
de Tecnologia da Informação